Claudilei Simões de Sousa

Mara de Paula Giacomeli

Tonalidade de tinta

Temos vários problemas com tonalidade de tinta, causando erros de impressão, atraso de entrega do pedido, devolução de serviços, aborrecimento para o cliente e muita confusão.

Muitos trabalhos feitos por agências vêm com a cor determinada para ser usada no desenho, indicada na escala PANTONE, porém o difícil é chegar nesta cores. Algumas são fáceis de preparar, mas outras até especialistas em cor têm dificuldade.

Muitos serígrafos pedem para alguma loja ou fabricante de tinta preparar a cor especial, mas para pequenas quantidades é difícil a fábrica fornecer. Neste caso, o impressor procura resolver com a ajuda de técnico ou algum amigo que conhece um pouco de mistura de cores.

Quando o trabalho não tem o número do Pantone especificado, é recomendável pedir amostra de cor impressa em papel ou em algum material.

Quando a preparação é feita sem uma técnica, pode acontecer do impressor não conseguir chegar à cor desejada, além de gerar desperdício, pois acabará preparando uma quantidade muito grande de tinta, misturando várias cores na tentativa de chegar à cor desejada.

Para misturar a tinta, escolha um local bem iluminado, com a luz do dia se possível; sempre use uma matriz para testar a tinta preparada e use o mesmo nylon que vai utilizar na produção das peças. Não use qualquer matriz para fazer este teste, pois pode dar diferença de tonalidade. Sempre prepare uma quantidade pequena para saber a medida exata de cada cor que será usada na mistura.

O catálogo de cores de tintas dos fabricantes que está acostumado a trabalhar ajuda muito para fazer uma cor especial. Faça uma pequena mistura para chegar à cor exata; esta é a maneira mais rápida de chegar na cor certa.

Um técnico em cores consegue analisar rapidamente como chegar à cor especial, sem fazer muitos testes. Para ser um bom preparador de cores ele deve ter muita paciência, conhecimento de cores e sempre recorrer à escala Pantone, que já traz a quantidade de cada cor se deve usar para obter a cor especial.

Quando a tiragem for muito grande, calcule a quantidade certa de tinta que será utilizada na produção e em seguida faça o pedido para o fabricante, tomando o cuidado de não calcular errado para não faltar no meio do trabalho, pois isso muda a tonalidade das cores.

Para manter um padrão de tonalidade:

  1. Usar tinta sempre do mesmo fabricante.
  2. Sempre usar tecido com a mesma abertura de fios.
  3. Tipos de fios (S, T, HD).
  4. Nylon ou poliéster.
  5. Controlar camada de emulsão.
  6. Controlar diluição de tinta com o solvente.
  7. Manutenção no equipamento de impressão.
  8. Escolher equipamento manual ou automático.
  9. Escolher um rodo de boa qualidade.

O correto é sempre fazer uma amostra do material para o cliente aprovar, evitando assim muita dor de cabeça. Poucas empresas de silk screen possuem equipamentos como balança de precisão, misturador de tinta, lamina de teste, viscosímetro, etc., equipamentos esses que proporcionam uma exatidão maior na hora de formular uma cor especial.

Temos uma grande combinação de cores disponíveis no mercado; cada fabricante tem sua cartela de cores, por isso o ideal é usar sempre a cartela de cores que está acostumado a utilizar no dia a dia para facilitar a mistura.

Por:

Compartilhe:

EXPEDIENTE

CNPJ: 65.399.586/0001-54
Reg. N. 13-Liv. B2 -28/01/98
R.C.P.J – Cotia/SP
Art. 8 Lei 5.250 (Lei de Imprensa)
INPI – Art.158 PLI-RPI N. 1390-97

Comercial:
Claudilei Simões de Sousa
sousa@oserigrafico.com


Editorial:
Mara de Paula Giacomeli
mara@oserigrafico.com


Administrativo:
administrativo@oserigrafico.com


Diagramação:
Aristides Neto
arte@oserigrafico.com

Anuncie aqui: